Please wait...

Our Blog

Cada vez mais, como as pessoas estão buscando melhorar técnicas e habilidades. Um jeito prático e eficiente de fazer isso é por meio de cursos online. Só que, nesse paralelo,…
Como vender cursos online: 11 dicas práticas para atrair mais alunos

Cada vez mais, como as pessoas estão buscando melhorar técnicas e habilidades. Um jeito prático e eficiente de fazer isso é por meio de cursos online. Só que, nesse paralelo, surgem novos cursos impulsionados pela facilidade de criar aulas nesse formato. Está aí que surge uma dúvida para quem produz como aulas:  como vender cursos online?

O crescimento da concorrência no mercado de  educação digital  também representa o aumento nas buscas de cursos que podem ser feitos em qualquer lugar, sem a necessidade de permanecer em frente ao professor, permitido. Isso significa que  há uma grande oportunidade de alavancar os seus resultados, aplicando como ações certas de divulgação de cursos .

Diante disso, prepare uma série de 11 dicas para atrair mais alunos para os seus cursos e estimular que conclua como aulas, voltando a ser matricial posteriormente. Confira cada uma delas a partir de agora!

Como vender cursos online com 11 dicas práticas

Listamos 11 ações para você colocar em prática e começar a atrair mais alunos. Elas podem ser ativadas sem grandes dificuldades e trazer resultados relevantes a curto prazo.

Vale destacar que as dicas podem ser implementadas para aumentar as vendas de cursos hospedados em qualquer plataforma – como EADbox , Sambatech , Edools  e Hotmart , que são mais usados ​​no mercado e selecionam qualquer pessoa que crie cursos on-line.    

Além disso, as dicas também auxiliam nas vendas de cursos que ficam dentro de  mercados , como Udemy , Udacity  e Coursera .   

1. Crie páginas de destino para divulgar ofertas relacionadas ao curso

Antes de mais nada, uma  Página  de destino (página de conversão) é uma página que possui um objetivo: levar uma pessoa que está  acessando uma ação específica .

Você pode assistir a um vídeo, inscrever-se em um treinamento, curtir sua página no Facebook e até mesmo capturar e-mails para distribuição de seus e-books e webinars.

Em resumo, seu objetivo é  gerar leads , normalmente por meio de download de conteúdo gratuito, uma recompensa digital para seu contato. Pensando na divulgação dos seus cursos,  listamos alguns exemplos de conteúdo que atraem alunos :

Modelos e apresentações

Apresentações, planos, modelos de orçamentos e palestras são excelentes iscas. Disponibilizar esses arquivos para download pode ser um diferencial para a divulgação do seu curso.

Por exemplo, para um curso on-line de inglês, disponibilize uma tabela com frases mais usadas na língua inglesa ou um modelo para aprender a se comunicar, desenvolvido para quem está começando a aprender inglês.

eBooks

Um e-book é uma ótima oferta para utilizar nas suas Landing Pages. É uma forma de você disponibilizar um material de valor para atrair a atenção do público-alvo aos seus cursos. Faça uma revisão dos seus conteúdos e crie um eBook  com um compilado de textos, por exemplo. Isso vai atrair ou olhar para a leitura dos que estão interessados ​​no tema que você oferece. 

Melhor ainda: como as pessoas que optam por fazer o download certamente estão envolvidas em aprender de forma rápida (o que o curso online fornece), pois têm algum motivo para adquirir seu conteúdo.

Aulas grátis

Muitas vezes, como as pessoas deixam de adquirir um curso por não saber exatamente  como  ele funciona e se elas realmente são necessárias.

Uma alternativa para tanto é selecionar o cliente com aulas ou módulos gratuitos, com o intuito de despertar o seu interesse e incentivá-lo a comprar o restante do curso e continuar consumindo o material.

Também é interessante enviar um email especialmente para aqueles que assistiram a aulas gratuitas, mas não incluíram o curso.

Usar o melhor modelo de Landing Page

Lembre-se de que o objetivo de sua Landing Page é converter os acessos em Leads. Por isso, ela precisa:

  • Chamar a atenção;
  • Despertar o interesse;
  • Instigar o desejo
  • Nível à ação de preencher os dados / formulário.

Para isso,  você precisa ser direto e preciso . Evite o máximo de links externos em sua página de destino. Dê ao visitante no máximo duas opções: faça o download usando o preenchimento de dados ou saindo da página, retornando ao seu site.

Além disso, invista em um design chamativo e contrastante, que nível de usuário e realizar uma ação permitida.

Usando o  RD Station Marketing , você já possui uma série de modelos disponíveis para criar sua página em poucas cliques.

2. Trabalhe com transmissão de webinars

Os webinars permitem que os especialistas compartilhem seus conhecimentos e conteúdos por meio de uma transmissão ao vivo, fácil e fácil.

Para  fazer um webinar,  é necessário ter um computador com webcam, microfone e acesso à Internet. Uma das vantagens desse formato é a  possibilidade de interação entre os produtores de conteúdo e o público , ou seja: é uma experiência de duas vias!

Mas quais são os benefícios?

  • Para os profissionais:  profissionais que usam webinars para divulgar seus cursos costumam se tornar referência sobre o conteúdo apresentado. Além disso, é uma ótima ferramenta para divulgar seu conteúdo, pois possui um bom benefício em relação a outras formas de divulgação mais tradicionais. Também contribuiu para aumentar a geração de oportunidades, pois estimule a compra de cursos mais aprofundados sobre o assunto do webinar.
  • Para os alunos: os  seminários on-line são um meio rápido e prático de aprender e ainda possibilitam a troca de experiências com os profissionais. Além disso, o aluno pode conhecer melhor o profissional, empresa e / ou instituição que dá o curso, reduzir os impostos e, com isso, a possibilidade de comprar o curso.
  • Para colaboradores:  os webinars podem ser uma ótima ferramenta para melhorar a comunicação interna na sua empresa. Colocar ou CEO falando sobre um tema relacionado à empresa que faz com que os colaboradores sintam valorizados, por exemplo.

3. Crie um blog

Outra estratégia eficiente para a divulgação de cursos on-line é criar um blog com assuntos interessantes sobre a área em que o seu curso está inserido.

No blog, você pode não apenas falar sobre o seu curso on-line como também usar como uma espécie de gancho para criar postagens atraentes. Com esse conteúdo, você já adianta o que o futuro consumidor está consumindo no seu curso.

Capriche bastante no conteúdo divulgado por essa mídia com temas úteis, relevantes, instigantes e curiosos. Com certeza, você notará um grande aumento de sua audiência!

Por exemplo: se você tem um curso de culinária, por que não mantém um blog com receitas simples e chama seus espectadores para aprender os passos mais avançados em seu curso?

→ Se ainda não tiver experiência nessa área e começar, é só conferir o nosso conteúdo “ Como escrever para o blog, conquistar leitores e produzir com consistência ”.

4. Faça publicações e publique nas mídias sociais

Como redes sociais têm um papel fundamental para instituições de ensino na divulgação de cursos on-line. Portanto, use como uma forma de oferecer informações úteis para aqueles que curtem sua página. Procure sempre passar dados relevantes sobre o seu curso, pois isso ajuda a aumentar a popularidade do seu material.

As páginas do Facebook, Twitter, Instagram e demais redes sociais são atualizadas até centenas de vezes por dia. Então comece a desenvolver uma página para o negócio e, em seguida, reproduza o conteúdo de qualidade e relevante na divulgação do seu curso. Ah, e  sempre adaptando o conteúdo para cada rede social específica!

Que tal oferecer as aulas e / ou apostilas do curso, despertando o interesse no aluno? Outra dica é disponibilizar vídeos  de curta duração no YouTube, como uma prévia do conteúdo que será incluída no seu curso. A ideia é atrair o interesse do espectador e, claro, o futuro aluno. 

Procure usar a mídia social em que seu público está mais inserido, faça testes, mas evite gastar seus recursos em mídias que não oferecem resultados.

Mas, pensando nos formatos de divulgação, existem dois tipos principais de mídias sociais:

Publicação orgânica

A divulgação orgânica é o trabalho que você faz de forma gratuita nas mídias sociais. Ela depende do engajamento das pessoas, que compartilham e sigam seu conteúdo para ter acesso a ele.

É legal fazer publicações personalizadas oferecendo conteúdos como postagens em blogs, infográficos , eBooks e outros materiais que seu público pode julgar interessante e relacionado relacionados ao seu curso, e veja se estão tendo um bom engajamento. 

Um bom indicador de uso e verificação ou engajamento pela quantidade de post publicado no dia.

Mídia paga

Com uma redução do alcance das publicações orgânicas, uma procura por  mídia paga  tem crescido, pois ela pode ser segmentada ou pública da campanha, personalizar e analisar os dados fornecidos pelos registros.

Como principais vantagens de trabalhar com o aumento da visibilidade, a segmentação e o baixo custo.

Uma forma de aproveitar os segmentos de segmentação para direcionar suas ações e fazer investimentos em plataformas como o Facebook Ads  e o Google Ads . No Facebook, por exemplo, você pode separar seu público-alvo por faixa etária e interesses ligados ao tema de seus cursos.  

5. Ofereça os cursos por Email Marketing

O e-mail é uma forma de como você manterá um relacionamento com seu cliente e possível cliente. Ele está disponível para oferecer conteúdo para gerar sua base de leads e exibir o progresso do  funil de vendas .

Tenha sempre atenção na hora de escrever seus e-mails: use imagens leves, títulos atraentes e desafiadores e uma linguagem pessoal e intimista.

Ferramentas como o RD Station Marketing permitem que você agende emails para segmentos específicos e crie Automação de Marketing (falar sobre isso mais adiante).

Você pode usar os e-mails para divulgar um curso para qual usuário já deve ter mostrado interesse, como também pode usar para promover novos cursos para sua base de contatos.

6. Use CTAs

O CTA é uma abreviação de call to action , ou chamada de ação. Os CTAs são parte importante na hora de atrair pessoas e converter-se em clientes pagantes do seu curso. 

A função Call-to-Action é dizer quem está lendo o próximo passo, é direcionado ou leitor para uma ação que você quer saber. Por isso, é essencial dedicar atenção a eles.

Começar uma chamada com verbos que demonstre uma ação a ser tomada costuma render um taxa de cliques bastante expressiva.

Frases como “Baixe o material”, “Assistir aula gratuita”, “Saiba mais” ou “Quero aprender!” são exemplos que atraem a atenção, usam algo em troca de clique e converter. Use-os para apresentar seu curso e incentivar a inscrição.

Os CTAs podem ser encontrados em diversos formatos, como botões, banners e links em textos.

7. Foque no benefício

É provável que haja cursos on-line sobre qualquer assunto que você possa pensar. Contudo, o que motivar  o aluno é o mesmo que conseguirá obter ao praticar o aprendizado .

Pode ser uma vantagem financeira, de status ou de status. Também pode ser algo que faça com que uma pessoa chegue mais perto do seu sonho.

Logo, toda a comunicação precisa ser direcionada para o benefício conquistado pelo meio do curso e com vantagem de que o Lead  terá que aprender algo. A Udemy costuma explorar o benefício financeiro que os alunos dos cursos usam. 

É importante reforçar também ou que uma pessoa pode perder caso não aprenda algo ensinado no curso. Um profissional de marketing que não domina Inbound Marketing  ou um vendedor que não aperfeiçoa suas estratégias de negociação para o mercado de trabalho em breve. 

8. Use provas sociais para persuadir

As pessoas sofrem com base em outras pessoas, pois têm medo de desesperar seu tempo. Ou seja, a  confiança gera conversão . Duas ações simples, mas eficientes, funcionam como prova social da qualidade dos cursos:

  • Número de pessoas inscritas no curso e satisfação dos alunos:  mostre quantos alunos já fizeram aquelas aulas e ficaram satisfeitos com o que aprenderam.
  • Depoimentos de ex-alunos:  deixe que seus alunos falhem sobre o impacto na carreira ou no negócio deles, como aumento salarial, reposicionamento no mercado ou aumento da pesquisa. Se possível, use foto, nome, profissão e empresa onde uma pessoa trabalha com dados de citação, para não ficar com dúvidas de que são depoimentos reais. Os depoimentos também podem mostrar o mercado e as pessoas que estão indo nessa direção.

9. Gere senso de urgência e escassez

Procrastinar é um ato comum para a maioria das pessoas. No mundo digital, uma decisão de decisão prejudicada pelo número de distrações, como redes sociais, jogos e notificações.

Assim, é importante estimular a ação imediata, seja com comunicação operacional – faça agora – quanto custa e aproveite as vantagens da ação atual. Alguns exemplos:

  • Desconto para primeiras compras;
  • Divisão das matrizes em lotes;
  • Ingressos limitados.

Um  Podcast de Fotologia , maior plataforma de conteúdo para fotógrafos do Brasil, faz isso muito bem. O curso Vitamina V  está disponível apenas duas vezes ao ano, então ou você faz ou terá que esperar meses até abrir uma nova turma. O número de inscrições cresce 22% a cada edição.  

10. Crie um programa de indicação

Faça com que seus alunos indiquem os alunos para seus cursos em troca de um benefício, como desconto em um próximo curso ou mensalidade. É uma lógica do Marketing de Referência . 

Para fazer uma Página de Destino apenas para indicação, com as vantagens para quem indica e para quem é indicado.

Um bom caminho a seguir é fazer parcerias com pessoas que tenham relação com o público que você deseja alcançar. Juntos, você e o parceiro podem atrair ainda mais alunos em potencial para o negócio.

Divulgue o que seu curso online tem de melhor. Você pode fazer parcerias com formadores de opinião com influência no seu ramo, para que apresentem os benefícios do curso para o público que possui.

Outra opção é atrair empresas que tenham um perfil de colaboradores com potencial para se interessar pelos seus cursos. Ofereça um desconto especial para uma quantidade de pessoas que obtenha o curso por meio da empresa especificada e uma estratégia que gera bons resultados.

11. Inscrever-se com quem já é aluno

Conquistar um novo cliente é muito mais difícil do que revender para um atual. cliente em potencial  precisa passar por todo o processo de reconhecimento de demanda, conhecer a sua marca, aceitar que você é a melhor opção e que o curso possui um valor maior do que o preço cobrado.

Por isso, invista no revender para seus ex-alunos que após concluírem o curso, quando ainda estão motivados e já criaram o hábito de estudar.

Outro recurso interessante sobre a revisão é que você pode monitorar a qualidade dos seus cursos . Ou seja, se os alunos estão matriculados novamente é sinal de que a experiência anterior foi positiva. Se não, algo precisa ser reavaliado.

Existem muitas formas de promover ou envolver o aluno com o curso. Qualidade dos materiais e assuntos relevantes são os básicos para os seus alunos, se não houver conteúdo e terminar os cursos.

Abordar duas estratégias de Marketing Digital para colocar isso em prática agora: a Automação de Marketing  e remarketing .  

Conheça o benefício de usar uma automação de marketing

Uma automação de marketing  permite automatizar o relacionamento com a atual base de clientes para aumentar uma recomendação, indicações e expansões de conta . Ao decorrer de um curso online – desde o momento da matrícula do aluno até o término -, existem muitas possibilidades de ações.

É comum as pessoas tomarem decisões mais impulsivas, se o seu bilhete for baixo e não separar ou o tempo necessário para acompanhar as aulas e realizar as atividades.

Nesse caso, você pode escrever um e-mail bem pessoal, com o nome do professor do curso, convidando o aluno para começar as aulas ou falar sobre o assunto que será abordado no início. Seu objetivo nesse momento é fazer com que o aluno comece a assistir às primeiras aulas.

Depois de um tempo fazendo o curso, é comum um momento de desmotivação ou desatualização das aulas por conta de qualquer evento externo. Nessas horas é necessário ser preciso para não perder o aluno de vez!

Aplique a estratégia de retenção de alunos usando Automação de Marketing

Primeiro você deve entender, com base no histórico, quanto tempo os alunos passam para o ambiente de ensino e retorno  versus  os alunos que passam para o ambiente e o sistema.

Ao definir esse tempo, você pode ser mais eficaz para trazer novamente o aluno desenhados e transformar um possível ex-aluno em um prospecto para comprar outro curso.

Alguns alunos podem estar demorando mais do que o previsto para terminar um módulo determinado, atrasos e possíveis baixas do engajamento. Nesse caso, você pode:

  • Escreva um email com alguma curiosidade sobre o próximo assunto que ele assistir;
  • Pedir para alguém da sua equipe Comercial fazer uma ligação para esse aluno e perguntar como está o processo de aprendizado dele;
  • Enviar parte do conteúdo via email;
  • Crie uma página de destino que oferece conteúdo relacionado ao tema do curso, como uma planilha ou um eBook.

Ao terminar o curso, seu aluno está satisfeito consigo mesmo e provavelmente empolgado com sua empresa. A principal recomendação nesse momento é  enviar apenas uma proposta de compra de um novo curso caso sua herança para evidente . Um bom exemplo são os cursos com níveis diferentes do mesmo assunto (Redes I e II ou Programação Básica e Avançada, por exemplo).

Caso existam diversos caminhos possíveis, você pode obter dicas de emprego que usam aquele conhecimento ou possibilidades de aplicação do aprendizado recém-adquirido no dia a dia dele. Fale de profissionais renomados no assunto e peça feedback.

Trabalhe com Remarketing

Sabe quando você procura por um produto da Internet e, pelas próximas semanas, todos os itens que você encontra são sobre produtos ou similares? Isso é remarketing (ou  redirecionamento ).

O objetivo do remarketing é fazer com que alguém que se interesse pelo seu projeto, mas ainda não converta, não se esqueça de você e continue mantendo esse interesse.

Algumas ferramentas que são usadas na hora de comprar seu remarketing são o  Google Ads  ou o AdRoll. Na hora de criar seu anúncio, coloque em prática os seguintes tópicos:

  • Crie audiências relevantes. Foque em público que seja interessante de ser impactado pelo remarketing;
  • Crie solicitações específicas para cada público. Quanto mais próximo objetivo do usuário melhor. Por exemplo, ele entrou na página de preços determinados do produto do seu site, pode exibir os aplicativos sobre o produto, com talvez um desconto atraente;
  • Lembre-se de ter boas páginas de destino. Não adianta fazer um belo anúncio e direcionar o visitante para um site doméstico. Lembre-se de encontrar o seu objetivo – e, claro, conversor;
  • Fique sempre com o olho nas métricas para analisar os resultados de seus esforços. É importante lembrar que não apenas o  CPC (Custo por Clique)  merece atenção, mas também o CPA (Custo por Aquisição), ou seja: o seu gasto real para cada conversão gerada pela campanha;
  • Tomo cuidado com excesso de exibições para um usuário determinado, já que isso pode acontecer. É recomendado não termos mais do que 10 visualizações por pessoa.

Não esqueça de estimular e ajudar seus alunos a concluir o curso!

Depois de atrair o aluno, é preciso usar o motivação para concluir o curso. Isso ajuda a fidelizar-lo para novas matrizes e estimar a indicação de amigos para estudar com sua empresa.

Como você pode, é preciso entender o comportamento do aluno e desenhar uma jornada ao longo do curso. Avalie quantas sessões um aluno costuma fazer ao longo do curso ou no momento em que ele desmotiva e abandona o curso, por exemplo.

Em seguida, é importante  fazer uma A otimização de marketing  para motivar os estudantes e lembrá-los do objetivo por trás da classificaçãoGamification  e premiações também funcionam muito bem para manter os níveis de engajamento.

Conclusão

Para qualquer uma dessas dicas, sempre sem benefício e sem problemas no seu curso, e não no seu curso em si. Ele pode ser incrível, mas não está claro qual é a pessoa que  será resolvida e o benefício resultante, não será atrativo. 

Como o ticket médio de cursos on-line costuma ser baixo, ou o custo de aquisição  por cliente também não pode ser alto. Logo, o Líder precisa ser incentivado a fazer o curso ou o mais cedo possível, de preferência na primeira página com um contato qualificado. 

Espalhe iscas fundo de funil no seu site e blog, tenha senso de urgência e crie ofertas para acelerar a tomada de decisão.

Para oferecer experiências positivas, iniciar uma jornada do aluno ao longo do curso, atenuar os pontos de distração e criar uma automação para ativar ou desativar. Garanta uma melhor experiência, calcule uma indicação de outros alunos para o curso e divulgue os depoimentos positivos.

 

Fonte: Estação RD

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.